Disciplina: Português
Conteúdo: Reconhecimento do alfabeto
Ano de ensino: 2º ano
Tema: As letras do alfabeto!

Objetivo:
Explorar o alfabeto.

Material:
Folha, alfabetário, lápis e borracha.

Conhecimento prévio:
Para a realização dessa atividade, é necessário que os (as) alunos (as) saibam o que é o ALFABETO, o som da pronúncia das letras e o reconheçam como essencial para a composição das palavras e comunicação entre os seres humanos.

Atividade motivacional:
Converse com os alunos a respeito do alfabeto (o que é, quais são as letras, quais os sons, a importância para a leitura e escrita das palavras e a utilização enquanto meio de comunicação). Assim, você poderá verificar o conhecimento prévio da sua turma, no geral.

Encaminhamento metodológico:
Durante a conversa, organize a turma em círculo, no chão, e converse com eles sobre a construção do alfabeto, seu significado e proponha uma atividade em que possam se expressar de forma que percebam a utilização das letras em todas as palavras ditas. Nesse momento, cada criança pode voltar ao seu lugar.

Entregue uma folha sulfite para colarem no caderno com as seguintes questões:

– Escreva seu nome:
– Nome dos seus pais:
– O nome do seu professor:
– O nome da sua escola:
– O nome de um amigo:
Acompanhe nas mesas o desenvolvimento de cada criança e depois que todos terminarem a atividade, realize uma exposição oral em que cada criança irá ler o que escreveu.
Se desejar, podem-se trabalhar as vogais e as consoantes. Para isso, conte de forma lúdica a história do alfabeto, do livro “Alfabeto dos Pingos” e/ou uma história da sua própria imaginação. Construam um livro, sobre a história, uma maquete, confeccionem um castelo, as fadas, etc. Segue sugestão:
Autores: ELIARDO FRANÇA, MARY FRANÇA da Editora Ática.
Ou uma história criada por você, professor:
HISTÓRIA: A MAGIA DO ALFABETO
NO CASTELO ENCANTADO DA FADA ROSA MORAVAM TODAS AS LETRAS DO ALFABETO. VIVIAM FELIZES E BRINCAVAM MUITO.
UM BELO DIA, A FADA AZUL DO CASTELO DOS NÚMEROS CONVIDOU AS LETRAS PARA UMA FESTA, MAS A FADA ROSA NÃO DEIXOU ELAS IREM PORQUE IRIA CHOVER.
ALGUMAS SAÍRAM ESCONDIDAS E FORAM À FESTA, E OUTRAS FICARAM (AS VOGAIS). QUANDO VOLTAVAM PARA O CASTELO, CAIU UMA TEMPESTADE COM RAIOS E TROVÕES. UM RAIO ACERTOU A LETRA H E ELA FICOU MUDA, AS OUTRAS LETRAS FICARAM MUITO ASSUSTADAS E COM MEDO.
AO CHEGAREM NO CASTELO, LEVARAM UMA BRONCA DA FADA ROSA QUE LHES DEU UM CASTIGO: NUNCA MAIS TERIAM SOM PRÓPRIO, SEMPRE TERIAM QUE TER UMA VOGAL ACOMPANHANDO-AS. E ASSIM FOI QUE SURGIRAM AS VOGAIS E AS CONSOANTES.


Avaliação:
A avaliação será realizada por meio da atividade proposta neste plano e colada no caderno, quando os cadernos forem corrigidos.